Main menu

Capacitação on line e inclusão digital no meio rural

Visando facilitar a vida do produtor rural e evitando deslocamento até um curso presencial, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) está com inscrições abertas para os cursos de educação a distância (EaD).

Uma excelente oportunidade para os produtores rurais que pretendem se capacitar e aprender a utilizar o computador sem se ausentar da propriedade.

Os cursos buscam atender as demandas dos trabalhadores rurais. São oferecidos mais de 35 cursos como nos programas:

  • Campo sustentável: 3 cursos oferecidos;
  • Capacitação tecnológica: 24 cursos oferecidos;
  • Empreendedorismo e gestão de negócios: 3 cursos oferecidos;
  • Inclusão digital: 8 cursos oferecidos;
  • Qualidade de vida: 3 cursos oferecidos.

Se você é produtor ou possui interesse nos temas acima, acesse o site http://ead.senar.org.br/ e descubra todos os benefícios dos cursos digitais a distancia elaborados especialmente para homem do campo.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: SENAR

 

Silvia Cristina Vieira

Revisado por Cristina Toyoko Hashimoto

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Denúncia de fraude na compra de merenda é investigada em Guaíra (SP)

O Ministério Público Federal investiga fraudes no processo de compra de merenda escolar na cidade de Guaíra interior do estado de São Paulo. A fraude teria ocorrido em uma associação e consistia na utilização de uma lista falsa de produtores familiares e identificados pelo Ministério Público, que seriam fornecedores do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e utilizada indevidamente para o repasse financeiro fornecido pelo programa.

A associação possuía convênio com 4 prefeituras do interior paulista e teria obtido todo o recurso do contrato referente ao programa. Para piorar, existem, ainda, indícios de que estariam fazendo entrega de alimentos de qualidade duvidosa. Segundo a nutricionista do munícipio de Cravinhos, que suspendeu o convênio, os alimentos recebidos eram de péssima qualidade, afirmando ainda que "tomates e pepinos vinham podres sem condições de uso". A associação teria recebido cerca de R$ 860 mil reais desde 2013 do PNAE.

Agricultores em entrevista a Rede Globo descreveream o susto que sofreram ao descobrirem sobre a existência de seus nomes na lista de fornecedores ao PNAE para prefeitura de Guaíra. Um deles relatou não ter feito entrega dos produtos constatados nos documentos utilizados no processo. O Procurador da República que esta tratando o caso destacou a posição de vítima dos produtores, pois tiveram seus dados utilizados por outras pessoas sem seu consentimento.

Os agentes públicos envolvidos no caso afirmaram desconhecer o processo fraudulento, negando a possibilidade de terem sido beneficiados e indicando total responsabilidade do processo a associação e entidades conveniadas. Segundo o Ministério da Educação caso a fraude seja confirmada, os munícipios terão que devolver o repasse financeiro do PNAE e receber processo administrativo.

O estrutura de repasse realizado pelo PNAE define que 30% seja investido na compra direta de produtos provindos da Agricultura Familiar (AF), visando seu desenvolvimento. Quando este percentual não é atingido, o repasse financeiro referente a sobra destes 30% devem ser devolvidos ao Governo. Muitos agricultores familiares desconhecem este benefício, o que resulta em sobra deste repasse financeiro. Este cenário abre brechas para fraudes como a investigada no interior de São Paulo. Projetos como o CoDAF podem auxiliar na divulgação de dados e informações sobre políticas públicas e sua operacionalização, ampliando o poder de controle pelo próprios produtores.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: G1 GLOBO

Outros Links: FNDE; MDA; SCIELO

 

Pedro Henrique Santos Bisi

Revisado por Ricardo César Gonçalves Sant'Ana

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Mais de 600 toneladas de produtos provindos da agricultura familiar serão adquiridos pela Conab

Pela terceira vez a Campanha Nacional de Abastecimento (Conab) abrirá uma chamada pública para compra de mais de 600 toneladas de produtos alimentícios provindos de pequenos agricultores em prol ao combate da insegurança alimentar. Os estados envolvidos nas compras desses produtores serão Bahia, Ceará, Distrito Federal, Maranhão, Rondônia, Minas Gerais e Pernambuco.

As inscrições para cadastros dos produtos vão até o dia 25 de setembro, as quais necessitam da documentação exigida, amostras dos produtos e da proposta de venda. Cada agricultor familiar terá um limite de venda de 20 mil reais ao ano, contando todos os programas fornecidos e demandados.

Os produtos adquiridos serão destinados a famílias selecionadas pela Campanha, garantindo segurança alimentar aos mesmos. Programas e campanhas que destinam compras exclusivas de pequenos agricultores permitem além da garantia de segurança alimentar ao destinatário a constância da economia agrária e mercado consumidor.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Agência Brasil

 

Beatriz Santos Bisi 

Revisado por Elaine Parra Affonso

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

África do Sul sediou evento sobre Bosques

Aconteceu na cidade de Durban - África do Sul o evento WFC2015, realizado nos dias 7 a 11 de setembro de 2015. O evento, que tem o tema "Os bosques e a gente: investir em um futuro sustentável", colocou políticos, agentes públicos, pesquisadores e representantes de comunidades para refletir novas estratégias no uso e desenvolvimentos de Bosques como mais um elemento no combate a pobreza de populações rurais. Os bosques também são parte das discussões sobre melhorias climáticas e inspiração para o desenvolvimento de novas tecnologias sustentáveis.

O evento WFC existe desde o ano de 1926 e pela primeira vez foi realizado no continente africano.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: FAOWFC2015

 

Fernando de Assis Rodrigues

Revisado por Fernando de Assis Rodrigues

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Tecnologia de pós-colheita destinada ao pequeno produtor de hortaliças ganha certificação

A tecnologia “Estações de Trabalho - Beneficiamento de Hortaliças” elaborada pela pesquisadora Milza Lana, foi uma das tecnologias finalistas e certificadas na 8ª edição do Prêmio Fundação Banco do Brasil (FBB) em conjunto com o Banco de Tecnologia Social (BTS).

Lana, recebeu a notícia da certificação na última semana de agosto, seu projeto trata-se de uma estrutura organizada por: Unidade Móvel de Sombreamento (UMS), Lona, Mesa para Seleção, Carrinho de Colheita e Transporte de Hortaliças. E tem como objetivo melhorar as condições de trabalho durante a colheita e o beneficiamento de hortaliças cultivadas por pequenos produtores.

"A Estação de Trabalho, por exemplo, é uma tecnologia que vem resolver um problema ligado ao bem-estar social e é bastante específico: as condições de trabalho relacionadas à fase pós-colheita de hortaliças, e seus impactos não somente para a saúde do agricultor como para o produto da sua colheita", destaca a pesquisadora.

Esta edição contou com a presença da Embrapa Hortaliças (DF) e obteve mais de 800 inscritos. Além da certificação, o evento reuniu um banco de dados online que fornece a consulta dos projetos certificados por meio do Banco de Tecnologia Social (BTS)

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Embrapa

 

Juliana Bernardes

Revisado por Elaine Parra Affonso

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Membros do Projeto CoDAF apresentam trabalho no XXVII Congresso de Iniciação Cientifica da UNESP

Na última quinta-feira, 03 de setembro, realizou-se na Faculdade de Ciências e Engenharia da Universidade Estadual Paulista (UNESP) – Campus de Tupã, a primeira fase do XXVII Congresso de Iniciação Científica (CIC) da UNESP. Foram apresentados 55 posters que abrangeram os mais diversos temas dentro das ciências humanas, exatas e biológicas.

O discente, João Pedro Labadessa da Silva, graduando do 4º termo de administração da UNESP – Campus de Tupã, apresentou o artigo “Análise das Competências Digitais necessárias para o Agricultor Familiar realizar o Cadastro Ambiental Rural (CAR)”, elaborado em conjunto com os integrantes do grupo: Daniel S. F. Lamarca, Anderson R. Lima e Kassia Watanabe, sob a orientação do Professor Ricardo C. G. Sant’Ana. Este trabalho é resultado de uma das linhas de estudo desenvolvidas no contexto do projeto de extensão CoDAF (Competências digitais para agricultura familiar).

O CAR será obrigatório a todos os produtores rurais já em meados de 2016, sejam eles de grande ou pequeno porte e a pesquisa teve como objetivo analisar competências digitais e recursos necessários para que o produtor consiga ter independência no processo de realizar o CAR.

Entre os resultados apresentados, destaca-se a identificação de dificuldades que grande parte dos produtores familiares terão na realização do CAR e, ainda, evidenciou-se o fato de que o processo não se restringe ao cadastro mas, também, a necessidade de alterá-lo sempre que houver mudanças significativas na propriedade. Neste sentido, encontra-se em fase de desenvolvimento, um curso a ser disponibilziado pelo CoDAF visando orientar pequenos produtores sobre mais esta demanda de uso de recursos de Tecnologias da Informação e Comunicação.

 

Link para o painel apresentado: Painel

 

João Pedro Labadessa 

Revisado por Cristina Hashimoto

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Conservação de áreas degradadas no Vale do Araguaia

A região do vale do Araguaia, localizado no estado do Mato Grosso, teve cerca de 100 hectares de áreas degradadas convertidas em áreas produtivas, por meio do Projeto Interagir. O projeto conta com o apoio da Petrobras, por intermédio do Programa Petrobrás Socioambiental, e é coordenado pela Associação O Povo Indigena da Nação Unida Tapirapé (Apinut).

O projeto contou com dois dias de oficinas sobre sistemas agroflorestais e agricultura tradicional indígena e não indígena, como forma de preparação para a implantação do projeto. Além da oficina, segundo a coordenadora do projeto, a bióloga Flávia Andrade realizou-se também o plantio de 90.000 mudas para o reflorestamento da mata ciliar da região degradada.

No projeto, os sistemas agroflorestais proporcionam a reimplantação de culturas como arroz, banana, milho, batata, açai entre outros.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Olhar Direto

 

Vitor Jardim

Revisado por Cristina Hashimoto

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Agricultores familiares terão descontos em financiamentos de 17 produtos

Os agricultores familiares que tiveram acesso ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) terão descontos no pagamento dos financiamentos, no período de 10 de setembro a 9 de outubro, de 17 culturas. Entre os produtos selecionados estão raiz de mandioca, cana-de-açúcar, laranja, leite, maracujá, entre outros.

Os descontos são calculados de acordo com o produto e o Estado, ou seja, o desconto concedido para cada produto difere de estado para estado. Esses descontos são concedidos aos produtos que tiveram o valor de mercado menor do que a garantida pelas principais praças de comercialização de produtos produzidos pela agricultura familiar, que integram o Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF).

Incentivos governamentais e financeiros como o desconto citado, permite aos agricultores familiares a constante de produção, venda e custos de acordo com o contexto econômico, tendendo a constante da oferta e da demanda do mercado econômico contido.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: MDA

 

Beatriz Santos Bisi

Revisado por Cristina Hashimoto

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Embrapa lança software para auxiliar gestão da fruticultura de clima temperado

Nesta última quinta-feira (3), durante a 38º Expointer, a Embrapa lançou a ferramenta GestFrut com o objetivo de auxiliar na gestão financeira da produção de 11 frutas de clima temperado. O software está disponibilizado gratuitamente no site www.embrapa.br/uva-e-vinho/Gestfrut.

"A fruticultura é uma atividade que, em geral, possui alto valor agregado, estando presente em grande parte das propriedades rurais familiares, no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Essas propriedades são responsáveis por cerca de 60% da produção nacional dessas frutas", destacou Joelsio Lazzarotto, pesquisador da Embrapa Uva e Vinho responsável pelo desenvolvimento deste projeto.

O GestFrut foi elaborado por meio da ferramenta do software Microsolf Excel, com auxílio de programas Visual Basic, no qual possibilita realizar análises econômicas, viabilidade e dinâmica financeira, oferecendo também campos de simulações a fim de prevenir riscos ou prejuízos do sistema de produção.

Apesar da importância da ferramenta, Lazzarotto observa que a maioria dos produtores rurais não faz uma adequada gestão de investimentos, custos e receitas. É importante salientar que a inclusão digital é de extrema importância para a rotina da produtividade dos agricultores familiares, uma vez que a gestão tem o apoio de ferramentas econômica-financeiras, os produtores passam a pertencer a um sistema produtivo sustentável.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Embrapa

 

Juliana Bernardes

Revisado por Cristina Toyoko Hashimoto

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Alta do dólar e crédito rural interferem diretamente na produção agrícola

Devido à alta do dólar e aspectos econômicos, os custos de produção na agricultura tiveram um aumento significativo na safra atual. A análise foi realizada durante a 38º Expointer, ocorrida em Esteio (RS), em que especialistas e membros das associações garantiram que os produtores deverão ter maior controle financeiro devido a essas influências.

Apesar da melhoria em exportação, a alta do dólar gerou em torno de 15% a mais de custo na produção; produtos como sementes e fertilizantes foram atingidos pelo aumento de valor de compra. Especialistas garantem que algumas demandas de exportação continuarão aquecidas no mercado, tendo em vista a necessidade dos consumidores internacionais.

O crédito rural seria outra preocupação aos agricultores, visto que, a produção agrícola brasileira depende em maior parte de crédito para manter investimentos em tecnologias que garantem maior produtividade. Deste modo, a produção agrícola sofre atualmente e diretamente tendo maior custo de produção devido à influência de fatores econômicos do bojo.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Revista Globo Rural 

 

Beatriz Santos Bisi 

Revisado por Elaine Parra Affonso

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Revista organizada pela ONU destaca Agricultura Familiar

O Departamento de Agricultura da prefeitura de Pinhais, desenvolveu o Projeto de Agricultura familiar que tem por objetivo promover as boas práticas ambientais, segurança e soberania alimentares, que além de buscar espaços para a produção de alimentos, ervas medicinais e fitoterápicas, promove o cultivo como terapêutica para pacientes do Centro de Atenção PsicoSocial (Capes), da cidade.

As famílias com renda de até três salários mínimos podem se cadastrar no programa, nas quais são acompanhadas por técnicos e recebem cartilhas informativas sobre o cultivo. O programa estimula o não uso do agrotóxico e visa a produção para consumo próprio, sem fins lucrativos. Tal iniciativa, além de motivar as famílias a cultivarem seu próprio alimento, gera benefícios socioambientais e socioculturais.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Parana Online 

 

Juliana Bernardes

Revisado por Elaine Parra Affonso

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

InovaLeite - Software de gestão para pecuária leiteira : Vencendo as barreiras das competências digitais no meio rural

Pensando na praticidade e no modo de uso simplificado com imagens e campos específicos, foi desenvolvido o InovaLeite, um software voltado para a gestão da pecuaria leiteira, que permite que o produtor controle a produção de leite de sua propriedade de qualquer lugar, por meio de um dispositivo com acesso a internet.

Além do controle da produção, esse software permite monitorar a qualidade do leite de forma simples e eficiente, acompanhando o rebanho por lote ou individualmente por animal em lactação.

O controle da gestão reprodutiva é outro diferencial inserido no software, que contribui para o desenvolvimento da pecuária leiteira com melhor rentabilidade da atividade.

Trabalhar de maneira informatizada, pode proporcionar agilidade nas tomadas de decisões da empresa rural e melhorar a gestão do negócio.

Assim como o InovaLeite, existem outras ferramentas digitais que podem contribuir para melhorar o manejo da propriedade na busca de melhores resultados.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: AGROINOVA

 

 

Silvia Cristina Vieira

Revisado por Cristina Toyoko Hashimoto

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Agricultura Familiar Brasileira é Modelo para a Venezuela

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, esteve em Caracas, capital da Venezuela, nos dias 24 e 25 de agosto, para apresentar e ampliar o debate em torno das principais iniciativas do MDA, relacionadas à democratização do acesso a terra, inclusão produtiva e ampliação de renda da agricultura familiar.

O interesse em conhecer as políticas públicas adotadas pelo Brasil para a promoção da segurança alimentar e o combate a fome, levou o Ministério de Agricultura e Terras da Venezuela a realizar o convite ao ministro Patrus para dialogar com as autoridades venezuelanas.

Durante a visita, o ministro brasileiro destacou que o Brasil colocou o tema do acesso a alimentação no centro da agenda do governo, o que contribuiu para a construção de políticas públicas voltadas para o tema.

“Queremos estabelecer boas parcerias na agricultura familiar com a Venezuela. Temos muito que aprender com eles e podemos partilhar nosso conhecimento também”, ressaltou o ministro.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Portal do Agronegócio 

 

 

Thiago Talon de Oliveira Carreira 

Revisado por Cristina Toyoko Hashimoto

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Agricultura Familiar Brasileira é modelo para Países Africanos

A delegação da União Africana, visitou nesta última terca-feira (25), o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) em Brasília (DF). As autoridades representantes do Níger, Quênia, Gana, Zimbábue e Malaui, demostraram interesse nas políticas públicas que fortalecem a agricultura familiar.

Entre os programas apresentados, o Alimentação Escolar (Pnae), chamou a atenção da delegação devido sua ação em garantir no mínimo 30% dos recursos repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) à alimentação escolar.

“É um prazer compartilhar as nossas políticas com outros países. Essas iniciativas nos levaram, em 2014, a sair do mapa da fome da Organização das Nações Unidas. Toda política de educação no Brasil está relacionada ao consumo de alimentos saudáveis, e é apoiada por uma rede de Assistência Técnica e Extensão Rural, de compras públicas e de pesquisa”, afirmou,Maria Fernanda Coelho, ministra interina do Desenvolvimento Agrário.

A agricultura familiar representa 84,4% dos estabelecimentos agropecuários, de acordo com o censo agropecuário de 2006, respondendo por 87% da produção de mandioca, 70% do feijão e 58% do leite. Estes dados, demonstram a importância dos pequenos produtores para a alimentação nacional.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Brasil

 

Juliana Bernardes

Revisado por Cristina Toyoko Hashimoto

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

FAO destaca expertise brasileira no combate á insegurança alimentar

Durante a cerimônia de assinatura do Memorando de Entendimento entre a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e a FAO, o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), José Graziano da Silva, destacou a importância da experiência brasileira em fortalecer a agricultura familiar, ao mesmo tempo em que atende à população que se encontra em situação de insegurança alimentar.

No memorando assinado em 19 passado, ficou estabelecido que o Brasil aplicará treinamento e capacitação em outros países, principalmente naqueles de língua portuguesa, explicitando, mais uma vez, a força da Agricultura Familiar brasileira em outras partes do mundo.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Portal do Agronegócio 

 

Thiago Talon de Oliveira Carreira 

Revisado por Elaine Parra Affonso

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Alemanha vai investir 23 milhões de euros no CAR

No ultimo dia 19 de Agosto, Brasil e Alemanha firmaram um acordo que consiste no investimento de até 50 milhões de euros (R$183 milhões de reais) por parte da Alemanha, sendo 23 milhões de euros aplicados à regularização do Cadastro Ambiental Rural (CAR) nas regiões da Amazônia e em áreas de transposição do Cerrado. O restante do investimento será para aplicações em conservação florestal. As parceiras foram firmadas na Conferência Florestas, Clima e Biodiversidade, ocorrida em Brasília, que tem o objetivo de unir ações de conservação da biodiversidade com medidas capazes de diminuir as emissões de gases de efeito estufa.

As propriedades rurais atingidas pela regularização do CAR são de comunidades tradicionais de Rondônia, Mato Grosso e Pará. O intuito é promover, também, ações de recuperação dos passivos ambientais das áreas de preservação permanente e de reserva legal dessas regiões. Essa parceria permitirá a regularização ambiental das propriedades rurais brasileiras de acordo com o novo Código Florestal, em busca de proteger o meio ambiente e produções alimentares.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Revista Globo Rural 

 

Beatriz Santos Bisi 

Revisado por Elaine Parra Affonso

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Projeto no leste do Canadá promove análises sobre a propagação e adoção de tecnologias digitais em zonas rurais

O projeto Reginal & Rural Broadband (R2B2) é uma iniciativa canadense com o objetivo de identificar o desenvolvimento de comunidades a partir de oportunidades oferecidas após a instalação de infraestrutura para o uso de tecnologias digitais.

Os pesquisadores analisaram o impacto das tecnologias existentes no sudoeste de Ontário (região leste do Canadá), oferecidas através de políticas públicas e incentivos econômicos e sociais.

O site do projeto também conta com informações sobre a região sudoeste de Ontário, incluindo um estudo inicial com um mapeamento de todas as iniciativas disponíveis para aquela comunidade.

Veja mais em : http://www.r2b2project.ca

Fernando de Assis Rodrigues

Revisado por Fernando de Assis Rodrigues

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Livro traz informações para agricultura familiar

A Embrapa Hortaliças (Brasília - DF) lançou na Agrifam, realizada no período de 31 de julho a 02 de agosto, em Lençóis Paulista, SP, o livro "Produção de Hortaliças para Agricultura Familiar". O livro concentra vários temas que podem auxiliar o pequeno produtor em suas atividades, como, técnicas relacionadas às boas práticas agrícolas.

O conteúdo do livro foi produzido de forma sequencial, voltado para as necessidades do produtor, que vão do início da produção das hortaliças até a comercialização, passando também pela colheita.

Para a editora do livro Flávia Clemente, supervisora da área de Transferência de Tecnologia (TT), embora existam muitos materiais disponíveis, o livro preenche a lacuna de todas as informações reunidas em um só material.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Embrapa 

 

Josilene Sangalli

Revisado por Elaine Parra Affonso

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Agricultura Familiar: Plano de Safra disponibilizará ao estado de São Paulo R$ 1,2 bilhões

Nesta última terça-feira (18), o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, anunciou a liberação de R$ 1,2 bilhão do Plano Safra da Agricultura Familiar 2015/2016 para o estado de São Paulo.

A presidenta Dilma Rousseff, anunciou que o Plano de Safra contará com o total de R$ 28,9 bilhões para todo o país, apresentando um acréscimo de 20% em relação à safra anterior. Neste ano, os juros oscilam abaixo da inflação, variando entre 2% a 5,5%.

A meta do ministério é obter, em São Paulo, a adesão de 35 mil contratos para o financiamento da atividade produtiva dos pequenos produtores rurais, e estudará o remanejamento de recursos caso aumente o número de interessados pelo plano agricultura familiar.

O ministro destaca o desejo de fixar o jovem no campo, “também queremos [estender os benefícios] para as mulheres, assim como ampliar [o acesso] para os jovens”, e ainda afirma, “ estamos convencidos de que o desenvolvimento da agricultura familiar no Brasil passa pelo cooperativismo, para que o estímulo à agroindústria no setor faz com que os produtos tenham valor agregado”.

Patrus Ananias percorrerá todo o país anunciando os valores de crédito regionalizados.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Agência Brasil 

 

Juliana Bernardes

Revisado por Cristina Hashimoto

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Cooperativa Formada por Agricultores Familiares Vende Mais de 15 Mil Toneladas de Arroz Orgânico

A Cooperativa dos Trabalhadores Assentados na Região de Porto Alegre (COOTAP), destaca-se pelo cultivo de vários produtos do agronegócio, desde o ano de 1999, e ao todo 1.896 famílias participam da cooperativa. Dessas, 522 são produtoras de arroz orgânico e estão distribuídas em 12 municípios do Rio Grande do Sul.

Após a exposição do arroz orgânico, na Feira Biofach, que aconteceu na Alemanha em fevereiro passado, o alimento produzido pelos agricultores familiares da cooperativa alcançou maior visibilidade, e a cooperativa fechou só neste ano, 23 contratos com empresas nacionais e do exterior, que representam 93% das vendas do empreendimento.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: MDA

 

Thiago Talon de Oliveira Carreira 

Revisado por Cristina Hashimoto

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Programa pretende garantir direito de cidadania para agricultoras familiares de Rondônia

No município Governador Jorge Teixeira, em Rondônia, será possível realizar a regularização dos documentos de trabalhadoras rurais de forma gratuita. A ação realizada pelo Programa Nacional de Documentação da Trabalhadora Rural (PNDTR), do Ministério do Desenvolvimento Agrário, acontecerá do dia 17 ao dia 22 de agosto de 2015, com expectativa de atender cerca de 500 mulheres do campo.

Serão emitidas carteira de identidade, CPF, certidão de nascimento, carteira de trabalho e registro no INSS, sendo documentos que permitem direitos básicos a cidadã desde assistência médica até participações em programas governamentais.

De acordo com o PNDTR, desde 2004, mais de 34 mil mulheres já foram beneficiadas. E com a emissão desses documentos, as trabalhadoras rurais tem mais condições de acessar as políticas públicas e exercer a sua cidadania.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: MDA

 

Beatriz Santos Bisi

Revisado por Cristina Hashimoto

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Pesquisa é desenvolvida para a capacitar produtores por meio de dispositivos móveis

Devido ao uso das tecnologias dos celulares e tablets estarem cada vez mais presente nos lares brasileiros, incluindo as propriedades rurais, a Embrapa e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) estão desenvolvendo em parceria, programas que têm o objetivo de capacitar profissionais e produtores rurais.

Para o supervisor do Departamento de Transferência de Tecnologia (DTT) da Embrapa, Michell Costa, o desenvolvimento destes aplicativos além de levar informação às pessoas, fortalecem a interação entre Embrapa e Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater).

A pesquisa que está sendo realizada e visa produzir metodologias para desenvolver os conteúdos para profissionais de extensão rural, de forma que as ações estejam focadas na realidade do público-alvo que é o produtor rural.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Embrapa

 

Josilene Sangalli

Revisado por Elaine Parra Affonso

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Agricultura Familiar terá isenção de impostos na compra de Máquinas Agrícolas

Nesta última quarta-feira (12), foi aprovado pela Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, a proposta que isenta a contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins a compra de máquinas agrícolas destinadas à Agricultura Familiar, Associações Rurais e a Cooperativas.

O deputado Alberto Filho (PMDB-MA), relatou parecer favorável a isenção que deverá ser reconhecida pela Receita Federal prevista no Projeto de Lei 1266/15 do deputado Luiz Cláudio (PR-RO).

Segundo Alberto Filho, o Censo Agropecuário realizado em 2006, indica que há mais de 4,3 milhões de estabelecimentos da agricultura familiar no país, representando 74,4% da mão de obra do campo e ainda afirma, “ Entretanto, apesar da relevância do setor, a agricultura familiar não dispõe das condições necessárias para competir com o agronegócio empresarial. Esses pequenos produtores produzem em escalas reduzidas, o que implica em margens de lucro menores”

Neste contexto, surge a necessidade do tratamento tributário diferenciado para este setor. O projeto encontra-se em caráter conclusivo e ainda será analisado pelas comissões competentes.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Cenário Agrícola 

 

Juliana Bernardes

Revisado por Cristina Hashimoto

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Uso de base de dados da agricultura para maior produtividade

As bases de dados são um conjunto de informações específicas de um determinado assunto registradas e conservadas que podem ser utilizadas para análise e representações de um contexto. No ambiente rural esses registros são utilizados para a melhoria de cultivos e aumento da produtividade.

Com a evolução da tecnologia, as bases de dados passaram a ser utilizadas na agricultura, como por exemplo na agricultura de precisão, que a partir de registros de informações da propriedade, um software é capaz de analisar o desempenho do cultivo de determinada cultura, desde o consumo de combustível utilizado pelas máquinas até a quantidade exata de determinado insumo a ser pulverizado em cada metro quadrado nas áreas cultivadas.

O desenvolvimento da utilização e compartilhamento de informações e dados da agricultura tem chamado a atenção de empresas ligadas a tecnologia, como a Google e a Syngenta, visando ajudar os agricultores a melhorar o desempenho de suas culturas.

Portanto, a tecnologia da informação se tornou um importante instrumento nos diversos meios de produção chegando ao campo com o objetivo de melhorar e aumentar a produtividade dos cultivos, através de analises das informações armazenadas, assegurando a segurança alimentar. Assim, a importância do compartilhamento e do acesso aos dados torna-se evidentes em âmbitos públicos e privados.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Revista Globo Rural 

 

Beatriz Santos Bisi

Revisado por Cristina Hashimoto

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Alimentos produzidos pela Agricultura familiar serão adquiridos pela CONAB

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), irá destinar aproximadamente 3,5 toneladas de alimentos para famílias em situação de insegurança alimentar. Alimentos como, arroz, feijão, farinha de mandioca, açúcar dentre outros, são oriundos da produção da agricultura familiar.

Cada produtor familiar terá um limite de venda de R$ 20 mil reais por ano. As inscrições podem ser feitas até o dia 17 de agosto por meio de participação de Chama Pública, em que deve ser enviada a documentação à Conab de cada estado. O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), determinará quais famílias serão contempladas com as cestas de alimentos.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Revista Dinheiro Rural 

 

Josilene Sangalli

Revisado por Elaine Parra Affonso

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Selos de Identificação: Mais de 100 mil Agricultores Familiares é beneficiado

Nesta última quarta-feita (22), em uma visita a cidade de Promissão, interior de São Paulo, Patrus Ananias, Ministro do Desenvolvimento Agrário, entregou Selos de Identificação da Participação da Agricultura Familiar (SIPAF), para cooperativas, empreendimentos individuais e associações no Assentamento Reunidas.

São mais de 9,5 mil produtores reconhecidos e 100 mil beneficiados. O Governo Federal irá assegurar o compromisso de assentar todos os acampados até o final de 2018. "Nós estamos empenhados em estimular o cooperativismo. É muito difícil um agricultor familiar sobreviver sozinho, numa sociedade competitiva como a nossa. Por isso é fundamental estimular a agroecologia, para agregar valor, para melhorar a produção dos agricultores e, com isso, ampliar a comercialização”, destaca Patrus Ananias.

A Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), voltados a agroecologia, foram assuntos abordados na reunião, no quais, teve contratos assinados pelo Ministro, com o objetivo de contribuir com 1,8 mil famílias com R$ 7 Milhões.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: MDA

 

Juliana Bernardes

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Sistema Informatizado de Apoio à Restauração Ecológica (SARE) no Estado de São Paulo

No dia 17 de julho de 2015 foi lançado o Sistema Informatizado de Apoio à Restauração Ecológica (SARE), uma plataforma online para o cadastro e monitoramento de todos os projetos de restauração ecológica no Estado de São Paulo.

O SARE é uma ferramenta para o cadastro obrigatório de projetos atrelados a exigências do licenciamento ambiental e de reparação de danos ambientais, de projetos financiados com recursos públicos ou realizados em propriedades rurais dentro do Programa de Regularização Ambiental (PRA).

Os projetos de restauração decorrentes de licenciamento e de autorizações da Cetesb, Termos de Compromisso de Recuperação Ambiental (TCRAs) decorrentes de danos ambientais, restauração de Áreas de Preservação Permanente e de Reserva Legal, Termos de Ajuste de Conduta (TACs), projetos apresentados no âmbito do Programa de Regularização Ambiental e projetos financiados com recursos públicos, todos estes projetos devem ser cadastrados.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: http://www.ambiente.sp.gov.br/sare/

 Kassia Watanabe

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

As inscrições para o Edital da Juventude Rural foram prorrogadas até dia 31 de julho de 2015

Com o objetivo de fortalecer a autonomia econômica e social da Juventude Rural de Base Familiar, a Fundação Banco do Brasil em parceria com o BNDS promove o Edital da Juventude Rural nº 2015-008. A proposta apoiará iniciativas que buscam estruturar empreendimentos econômicos coletivos de grupos de jovens rurais de 15 a 29 anos.

Podem participar do Edital, as cooperativas ou associações com mais de dois anos de existência, compostas por agricultores familiares, silvicultores, extrativistas artesanais, acquicultores, pescadores artesanais, povos indígenas e comunidades quilombolas que vivem no campo.

O projeto deve ter o objetivo de promover benefícios diretos à juventude rural de base familiar, com foco na estruturação de empreendimentos econômicos coletivos, tais como produção e/ou beneficiamento e/ou comercialização de produtos agrícolas/não agrícolas/extrativistas, turismo rural, prestação de serviços.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt/Areas_de_Atuacao/Inclusao_Social_Produtiva/edital_juventude_rural.html

 Kassia Watanabe

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Agricultura Familiar tem boas perspectivas para os próximos anos

A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), apresentou um estudo apontando que o Brasil será um dos principais exportadores de alimentos do mundo. E neste sentido, a agricultura familiar tem papel fundamental para garantir segurança alimentar e nutricional. Por meio dos investimentos do governo, assistência técnica, crédito rural e pesquisas, a produção agrícola dobrou e a pecuária triplicou desde o ano de 1990.

Segundo o diretor da FAO, José Graziano da Silva, o relatório que estimou o crescimento mostra que a produção continuará fortalecida, e que nos próximos anos terá foco no desenvolvimento sustentável.

Para Patrus Ananias, ministro do Desenvolvimento Agrário, além da necessidade de se ter produtos em quantidade, é fundamental que estes sejam de qualidade, e a agricultura familiar é fundamental para cumprir este papel.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: http://www.mda.gov.br/sitemda/noticias/boas-perspectivas-para-agricultura-familiar-na-pr%C3%B3xima-d%C3%A9cada

 

Josilene Sangalli

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Proinf recebe até 10 de agosto projetos de desenvolvimento sustentável

O Programa Nacional de Desenvolvimento Sustentável de Territórios Rurais (Proinf) contribui para a qualificação de processos produtivos e econômicos da Agricultura Familiar nos Territórios Rurais. Em parceria com estados, municípios e sociedade civil, o Proinf viabiliza a aquisição de equipamentos e a construção para a produção, beneficiamento, escoamento e comercialização de produtos da agricultura familiar.

Para receber esses benefícios, deve ser realizado projeto coerente com as diretrizes dos Planos Territoriais de Desenvolvimento Rural Sustentável (PTDRS). As propostas podem ser elaboradas com base nas demandas da população rural, tais como organizações de feiras, implantação de câmaras frias, criação de unidades de produção de sementes e mudas. Neste ano, o Proinf tem foco em três objetos de trabalho: a comercialização de produtos; o fomento à produção da agricultura familiar e armazenamento e agroecologia; os Serviços de Inspeção Sanitária. As propostas podem ser apresentadas por municípios, consórcios públicos e estados da federação.

O projeto deve ser encaminhado para o Proinf até o dia 10 de agosto de 2015.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: http://www.mda.gov.br/sitemda/noticias/proinf-recebe-até-10-de-agosto-projetos-de-desenvolvimento-sustentável#sthash.K1sRQcFg.dpuf

 Kassia Watanabe

Publicado por Pedro Henrique Santos Bisi

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.