Main menu

Aplicativo possibilita o rastreamento sobre origem e forma de cultivo de hortifrutis


No estado de Santa Catarina foi desenvolvido um aplicativo que permite rastrear as frutas e verduras vendidas nas gôndolas do mercado. A tecnologia foi desenvolvida pela Associação Catarinense de Supermercados, e permite que em cada cartaz com as informações referentes ao produto, esteja disponível um QR Code, ou seja, um código que pode ser lido pela câmera fotográfica de um celular smartphone ou tablet.

Ao realizar a leitura deste código, são fornecidas ao consumidor informações referentes ao produtor, local de cultivo do produto, transportadora, e mais, especifica se o produto é orgânico e se possui alguma certificação.

A tecnologia também possibilita que haja um controle na quantidade de defensivos aplicados nos alimentos, assim, periodicamente, amostras dos produtos são analisadas em laboratórios, garantindo que os valores estejam dentro dos limites permitidos por lei.

O sistema já está em uso em alguns mercados nos estados de Santa Catarina e Paraná.

A implantação desta tecnologia remete a comercializar produtos mais saudáveis e com origem confiável.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Tecnologia catarinense permite rastrear informações sobre hortifrutis.

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Oficina sobre planilha para gestão de insumos no campo foi um sucesso.

Revisado por Competências Digitais para Agricultura Familiar

 

O projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar – CoDAF, em atendimento a um de seus objetivos que é fomentar o conhecimento e interesse pela busca de soluções de uso de recursos informacionais para gestão de propriedades rurais de pequeno porte, ofereceu no último 06 de maio a oficina “Utilização da Planilha de Gestão de Insumos para Pequenas Propriedades Rurais”, ministrada pelo colaborador Leonardo Franchi.

A oficina aconteceu na Faculdade de Ciências e Engenharia, UNESP, Campus de Tupã e contou com um bom número de interessados pelo tema. A meta da oficina, segundo Franchi foi de “apresentar aos participantes a importância do uso de planilhas para a gestão de estoque de insumos em pequenas propriedades, para que, em oportunidades futuras, possam replicar este recursos tão importante para gestão para agricultores, em especial aqueles ligados a agricultura familiar”.

O CoDAF desenvolve uma série de ações visando a ampliação da utilização das Tecnologias da Informação e Comunicação no meio rural, buscando sempre caminhos que permitam levar ao pequeno produtor, tecnologias que possam auxiliá-los no gerenciamento de suas propriedades, pesquisando e estudando novos caminhos que permitam agregar o uso de planilhas e outros recursos informacionais digitais aos processos tradicionais como o famoso “caderninho de anotações”, adicionando maior eficiência e segurança para os pequenos produtores na tomada de decisões.

Todas as sextas-feiras são oferecidas oficinas com temas relacionados ao uso de Tecnologias da Informação e Comunicação pela e para a agricultura familiar, sempre de forma gratuita. Para maiores informações acompanhe nossas notícias no site codaf.tupa.unesp.br ou entre em contato com Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Programa Governamental seleciona instituições para assistência técnica rural

 

Está aberta, até o dia 12 de Junho, a Chamada Pública do Programa Ater Mais Gestão, que tem como objetivo selecionar instituições pública e privadas prestadoras de serviços de assistência técnica e extensão rural, previamente credenciadas no Sistema de Ater Pública (Siater).

As instituições serão contratadas pelo período de três anos, somando um investimento total de R$ 208 milhões e beneficiando 930 cooperativas e associações da agricultura familiar que atuam na qualificação da gestão e apoio ao fortalecimento de organizações econômicas nos mercados.

O programa de Assistência Técnica e Extensão Rural - ATER - Mais Gestão é um dos eixos estratégicos do Programa Nacional de Fortalecimento do Cooperativismo e Associativismo Solidário da Agricultura Familiar e da Reforma Agrária (Cooperaf).

A primeira e última Chamada Pública do Mais Gestão atendeu 471 empreendimentos da agricultura familiar, com prestação de serviços de 12 instituições de ATER, entre 2012 e 2015. O investimento foi de R$ 57 milhões.

Para saber mais, acesse o edital através do link: http://www.mda.gov.br/sitemda/sites/sitemda/files/user_img_873/Chamada%20MGestao-%20N%C2%BA%2002%20-2016.pdf

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: MDA

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

MDA lança 2º Edital para Boas Práticas de Ater


Foi lançado o 2º Edital para Seleção Nacional de Boas Práticas de Assistência Técnica e Extensão Rural na Agricultura Familiar e na Reforma Agrária. O edital tem como objetivo identificar, sistematizar e compartilhar experiências de êxito com contribuição comprovada na ação de ATER e na implementação de políticas públicas voltadas para o Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário na Agricultura Familiar e Reforma Agrária e, assim integrar o Caderno de Boas Práticas de Ater na edição de 2016.

As inscrições poderão ser encaminhadas entre os períodos de 1º de junho a 20 de julho para as Comissões Estaduais.

Os projetos selecionados serão anunciados durante o 2º Seminário Nacional de Boas Práticas de Ater, que será realizado nos dias 5, 6 e 7 de dezembro de 2016, em Brasília.

O edital com todas as informações está disponível no site: http://www.mda.gov.br/sitemda/sites/sitemda/files/user_img_23/Edital%20Boas%20Pr%C3%A1ticas%20de%20Ater%20%202016%20final%2002-05-16.pdf


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: MDA

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Tecnologia da Informação ajuda no combate ao Greening


Citricultores de Boa Esperança do Sul (SP) estão utilizando Tecnologia da Informação e Comunicação para monitorar e acompanhar a população do inseto psilídeo, que transmite o greening, uma das principais doenças que afeta a citricultura, visto que, só no Brasil a doença teve um crescimento de 160%.

O monitoramento acontece pelo acesso a um mapa que disponibiliza a incidência do inseto em aproximadamente 128 municípios da região, este mapa é marcado por cores, no qual, quadrados verdes indicam pouca ou nenhuma ocorrência do inseto. Entretanto, quando os quadrados aparecem vermelhos, a situação se torna preocupante.

Para o gerente agrícola Paulo César de Souza, com a informação disponibilizada pela ferramenta é possível acompanhar o nível de elevação do psilídeo e, quando em estado crítico, liberar a pulverização.

A ferramenta foi desenvolvida pelo Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus) e conta com atualização do mapa de forma colaborativa, pois os próprios agricultores inserem as ocorrências pela Internet de 15 em 15 dias. Posteriormente, o Fundecitrus entrega para o produtor um relatório indicando a ocorrência do psilídeo na sua propriedade ou na região.

A aplicação é gratuita e os interessados devem realizar o cadastro no site http://www.fundecitrus.com.br/ ou pelo telefone 0800-112-155.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: G1

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Associação de plantios agrícolas e produção pecuária auxilia na recuperação do solo em áreas da Amazônia.


O Projeto Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), desenvolvido pela Embrapa, investiga as contribuições de sistemas integrados, em estados da região Norte.

As pesquisas desenvolvidas demonstram que em algumas propriedades do Acre, a associação de plantios agrícolas e produção pecuária em áreas nativas, aumentou a produtividade de milho e feijão.

Os benefícios aos agricultores familiares incorporam ganhos na produção, e o auxílio na incorporação de tecnologias sustentáveis, levando a uma maior sensibilização quanto às contribuições que estas ações podem gerar para a recuperação do solo infértil.

A produção integrada é vista com bons olhos pelos agricultores familiares que participam do experimento, e demonstra que é possível aliar a agricultura com outras atividades.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Embrapa

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Startup lança e-commerce de produtos agropecuários no Brasil


A Startup Agroplace lança plataforma e-commerce no brasil com o objetivo de conectar agricultores do mundo todo e simplificar os processos de exportação de produtos agropecuários. A plataforma funciona como um ambiente de e-commerce, onde os agricultores podem comprar e vender vários tipos de produtos.

O Agroplace, de acordo com Luiz Anderson de Oliveira, foi projetado para atender pequenos e grandes produtores que querem uma porta de entrada para o mundo das exportações.

Hoje a plataforma conta com mais de 700 usuários e os agricultores interessados podem se cadastrar gratuitamente no Agroplace, mas é obrigatório ter um CNPJ. E para quem quer exportar produtos de origem animal é necessário ter chancela do Serviço de Inspeção Federal e ser autorizada pela Anvisa.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Revista Globo Rural

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Plano Safra tem papel fundamental para a agricultura familiar


O governo federal desde o ano passado vem destinando cerca de R$ 28,9 bilhões de reais para financiar a agricultura familiar no Brasil.

Com essa medida o governo almeja assegurar a permanência no campo das famílias agricultoras que são responsáveis por grande parte dos alimentos consumidos no Brasil.

Segundo o ministro, Patrus Ananias: “É importante lembrarmos que a agricultura familiar cumpre papel fundamental na segurança alimentar e nutricional do povo brasileiro porque a maior parte dos alimentos que compõe a mesa da família brasileira vem da agricultura familiar.”

Os empréstimos estão sendo feitos a pequenos agricultores de 4,4 milhões de propriedades rurais com juros que variam de 2% a 5,5% ao ano.

A elaboração do plano safra 2016/2017 da agricultura familiar está em curso no Ministério do Desenvolvimento Agrário e deve ser apresentado entre maio e junho.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Portal Brasil

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Chuvas destroem plantações de soja no Sul e geram oportunidade para produtores em SP


O estado do Rio Grande do Sul é um dos maiores produtores de soja do país e devido a chuvas nas ultimas semanas as regiões sul e oeste do estado tiveram plantações inundadas, causando uma perda de aproximadamente 20% da produção, segundo o secretário da agricultura do estado do RS, Ernani Polo, “as perdas somam aproximadamente 500 milhões de reais”.

A chuva alagou diversas áreas, porém a mais afetada foi a produção de soja, pois nesta época do ano seria o período de colheita da soja e os grãos já estão formados, porém devido a chuvas de 200mm a 300mm, os maquinários não conseguem realizar a colheita e os grãos ficam impróprios para a colheita devido ao alagamento, devido a este cenário, cerca de cinco cidades gaúchas entraram em estado de emergência pois tem sua economia baseada na produção de soja.

Produtores gaúchos calculam que neste ano, onde produziam 50 sacas de soja por hectare, conseguirão produzir apenas 40 sacas na mesma área. Com o declínio da safra do Rio Grande do Sul, o restante do país percebe oportunidade para a produção de soja, buscando suprir a demanda do produto.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Canal Rural

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Produtos da agricultura familiar melhoram qualidade da merenda escolar


Por meio do Programa Estadual de Alimentação Escolar, o governo do Estado do Paraná tem investido na aquisição de alimentos para merenda escolar adquirido de produtores da agricultura familiar.

Entre 2011 e 2015 foram investidos cerca de R$ 150 milhões.

Ana Seres, secretária de Estado de Educação enfatiza que o volume de produtos oriundos da agricultura familiar vem aumentando. Nos alimentos adquiridos incluem: frutas, hortaliças, legumes, tubérculos, leite, lácteos, panificados, carne, sucos, feijões, cereais, geleias e doces.

O Programa de alimentação escolar paranaense tornou-se uma referência para o Brasil e exterior. A Secretaria de educação recebe visitas de representantes de outros estados interessados em adotar o sistema paranaense.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Produtos da agricultura familiar melhoram a qualidade da merenda.

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Pecuarista desenvolve aplicativo que calcula o peso do gado e seu preço


Eduardo Mamede, pecuarista de Canápolis – MG, desenvolveu o aplicativo Pesa Fácil, que tem como objetivo facilitar e baratear o processo de pesagem do gado. De acordo com o pecuarista as balanças de pesagem do gado são muito caras principalmente para os médios e pequenos produtores, e estes acabam utilizando métodos não tão eficazes, como por exemplo a fita torácica.

O aplicativo, com apenas uma foto do animal, identifica as medidas, peso e valor com precisão. Para isso, utiliza um extenso banco de dados, com diversas informações como por exemplo o preço da arroba praticados no dia e em diversas regiões e partes do mundo, facilitando na tomada de decisão para a realização da venda do gado.

Para a pecuária, o manejo, nutrição e a sanidade animal são baseadas no peso corporal, por isso fazer a pesagem de modo acessível é importante.

O aplicativo Pesa Fácil já está disponível para download gratuitamente.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Revista Globo Rural

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Evento promovido pela Embrapa aborda ciência e tecnologia na Agricultura Familiar


Nos dias 11, 12 e 13 de maio, em Dourado no estado do Mato Grosso do Sul, tecnologias desenvolvidas em projetos da Empresa Brasileira de Agropecuária (Embrapa) e direcionadas ao desenvolvimento de negócios agrícolas de base familiar, estarão em exposição durante a Tecnofam 2016. O Evento tem como objetivo possibilitar o acesso a tecnologias com foco na diversificação, agregação de valor e sustentabilidade dos sistemas de produção.

agregação de valor e sustentabilidade dos sistemas de produção. Além da demonstração dos recursos tecnológicos também serão realizadas oficinas sobre temas como fruticultura, plantas medicinais e produção de leite. A exposição estará aberta ao público das 7h30 às 16h30, na sede da Embrapa Agropecuária Oeste: BR-163, Km 253,6 – Dourados - MS.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Embrapa leva ciência e tecnologia a agricultores familiares

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Prazo para regularizar o Cadastro Ambiental Rural se encerrará no dia 5 de maio


O Cadastro Ambiental Rural – CAR, obrigatório para os imóveis rurais, será finalizado no início de maio. O documento é considerado como um “Raio-X” ambiental da propriedade, caso seja negligenciado pelos produtores, poderá causar danos na gestão financeira devido ao bloqueio de empréstimos e financiamentos.

Lembrando, a inscrição deve ser feita junto ao órgão ambiental competente, seja ele estadual ou municipal, que deverá disponibilizar via internet a inscrição no CAR. Caso o produtor rural tenha familiaridade com a internet, o documento também pode ser feito através do endereço: car.gov.br.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: G1

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Hidrogel superabsorvente otimiza uso de água na agricultura


Pesquisadores da USP, professora Agnieszka Joanna Pawlicka Maule e seu orientando Rodrigo César Sabadini, desenvolveram um hidrogel atóxico feito a partir de polímeros naturais biodegradáveis capazes de absorver água.

O hidrogel funciona como uma esponja que absorve a água e vai umidificando o solo aos poucos.

O experimento feito pelos pesquisadores mostra que o produto tem apresentado grande eficiência. As sementes com hidrogel germinaram e tiveram bom crescimento; e as sementes com hidrogel e fertilizantes além de germinarem, tiveram um crescimento melhor ainda.

A única desvantagem do hidrogel desenvolvido pelos pesquisadores é o elevado preço, devido aos altos custos das matérias primas. Esse produto além de natural e biodegradável também serve de fonte de alimento para bactérias presentes no solo.

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: USP notícias

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Jacto realiza lançamento de aplicativos que prometem melhorar o dia-a-dia do produtor

 

No atual cenário da agricultura, os produtores utilizam todo tipo de ferramenta para aumentar a produtividade de suas terras, entrando assim no mundo da agricultura de precisão, que já é uma realidade para os grandes latifundiários, porém, para o pequeno produtor ainda não existiam muitos recursos nesta área.

A empresa Jacto Small Farm Solutions, uma empresa do grupo Jacto focado no pequeno produtor, lança este ano na Agrishow, aplicativos para smartphone que prometem inserir o pequeno produtor no mundo da agricultura de precisão.

Esses aplicativos são utilizados para obter uma melhor eficiência no uso do equipamento de pulverização costal, produzido pela Jacto Small Farm Solutions, dentre eles, um aplicativo que permite o agricultor designar um serviço de pulverização para seus funcionários de dentro de sua casa e acompanhar pela internet os lugares que o funcionário aplicou o produto.

Os aplicativos podem ser encontrados no site www.jactosmallfarm.com.br e são todos gratuitos, apresentando uma grande vantagem para o pequeno produtor, pois não será gasto dinheiro com o uso do sistema e, os aplicativos podem ser utilizados para qualquer equipamento costal que o produtor tenha em sua propriedade, não sendo necessária a aquisição de novos equipamentos.

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Abertas as inscrições do Programa de Aquisição de Alimentos


Já estão abertas as submissões de propostas para modalidade de Compra com Doação Simultânea e Formação de Estoque do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB).

Tendo como objetivo atingir um maior número de agricultores familiares, este ano o programa contará com alguns incentivos voltados a algumas regiões do país. No ano de 2015, 863 organizações da agricultura familiar puderam se beneficiar com os R$ 287 milhões destinados pela Conab.

As cooperativas e associações de agricultores familiares que tiverem interesse devem inscrever seus projetos na página PAANET- Proposta disponibilizada pelo CONAB.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Portal Brasil

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Pesquisadores da UNESP e UNICAMP desenvolvem planilha eletrônica para aquisição de silo para estocagem de grãos

 

O Brasil é um dos maiores produtores de grãos da atualidade, com safra superior a 200 milhões de toneladas por ano, segundo estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB).

Para estocar a produção de grãos é necessário que se desenvolvam sistemas de armazenagem suficiente, o que ainda é uma área com necessidade de grandes investimentos no Brasil. Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento, o Brasil possui uma capacidade total de aproximadamente 145 milhões de toneladas, abaixo das recomendações mínimas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura. Este déficit dificulta a estocagem por agricultores familiares, que precisam vender seus grãos imediatamente após a colheita e não podem esperar um momento mais oportuno para a venda.

Os pesquisadores Armando Kazuo Fuji; Jader Picanço Ribeiro e Rafael Manzoli - das universidades UNESP e UNICAMP - propõem a elaboração de uma planilha eletrônica para auxiliar agricultores familiares a calcular a viabilidade econômica de aquisição de um silo metálico de pequena capacidade (102 sacos). O estudo está pautado na necessidade de auxiliar o agricultor a ajustar em seu orçamento os valores referentes a aquisição do equipamento, calculando a taxa de retorno do investimento.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Estudo de viabilidade econômica de um silo metálico para Agricultura Familiar.

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Coleira ajuda no monitoramento do comportamento do gado leiteiro


O monitoramento do gado leiteiro no dia a dia não é uma tarefa fácil, e quanto maior o rebanho, maior o trabalho.

Diante desse problema a empresa Chip Inside desenvolveu, por meio de tecnologia, a coleira C-Tech que é capaz de monitorar o comportamento do gado 24 horas por dia.

As coleiras C-Tech são colocadas ao redor do pescoço de cada animal e por meio de sensores, as coleiras coletam e registram os dados sobre a movimentação do animal. Esses movimentos detectados pela coleira conseguem definir se o animal está em atividade, ruminação ou parada.

Ao passarem pelas antenas instaladas pela propriedade, os dados das coleiras são enviados para o computador onde são analisadas.

Com os dados sobre a movimentação do animal é possível dizer, por exemplo, se ele está doente ou se está no cio.

As coleiras são destinadas ao gado leiteiro, no entanto a empresa pretende produzir coleiras destinadas ao gado de corte nos próximos meses e estudam para o futuro outras ferramentas voltadas para o bem-estar animal.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Gaúchos criam coleira que detecta o comportamento dos bovinos.

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Assinatura de Acordo sobre a Mudança Climática e Campanha "Árvores pela Terra" marcam comemoração ao Dia Internacional da Terra.


O dia 22 de abril de 2016, Dia Internacional da Terra, será marcado pela assinatura dos líderes mundiais ao Acordo referente a Mudança Climática e pelo lançamento da Campanha "Árvores pela Terra".

A iniciativa para realização da Campanha, remete a uma meta lançada de atingir até 2020 uma árvore para cada habitante do planeta, mobilizando desta maneira mais de 7 bilhões de habitantes a combater a mudança climática e auxiliar na restauração do balanço ecológico do planeta.

Qualquer pessoa pode participar da Campanha, basta realizar alguma ou todas as ações: plantar uma árvore, abraçar uma árvore ou fotografar sua árvore favorita.

As imagens das ações podem ser postadas no Facebook ou no Twitter, usando as hashtags #ParisAgreement, #Trees4Earth e #EarthDay2016.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: ONU lança campanha "Árvores pela Terra" para celebrar acordo do clima

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

CoDAF ministra curso para produtores de leite em Herculândia

 

O CoDAF - Competências Digitais para Agricultura Familiar realizou em Herculândia, nos dias 13 e 14 de abril, o curso “Uso de Planilhas na Gestão de Propriedades Rurais”. Ministrado pela Profa. Elaine Parra Affonso, contou com a colaboração de membros do CoDAF e foi ministrado na sala de informática do Projeto de Desenvolvimento e Apoio ao Menor – PRODAM. O evento contou com o apoio da Prefeitura de Herculândia e da Casa da Agricultura de Herculândia – CATI, Regional Tupã.

O curso, que contou com mais de 20 produtores de leite, procurou ressaltar a importância do uso de computadores e internet no campo, especialmente em pequenas propriedades rurais.

Segundo a Profa. Elaine “neste curso, os produtores receberam instruções sobre conceitos iniciais de planilhas tais como uso do programa e suas fórmulas e funções”. Ainda fez parte do curso a apresentação da planilha “Controle de Estoque de Insumos”, ferramenta de fácil utilização e que está disponível no portal CoDAF, basta clicar aqui.

A professora lembrou que “a finalidade da atividade é mostrar que é possível usar recursos como computadores e acesso a internet para ajudar no gerenciamento da propriedade rural”

Este contato dos produtores com as novas tecnologia resultou em relatos como: “...agora fiquei disposto a comprar um computador...” ou “Nossa! No começo parece tão difícil... mas depois, conforme vamos usando na prática, vai ficando tudo mais fácil, vou querer usar!”.

Lembramos aos que desejam levar os cursos oferecidos pelo CoDAF para sua cidade seja por meio de apoio de prefeituras, associações ou qualquer outro grupo de interessados basta entrar em contato pelo correio eletrônico: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Cultivo da pitaya: Fruta se adapta em qualquer região e tem mercado no Brasil e no exterior


A pitaya, também conhecida como fruta dragão, além de chamar atenção pela sua beleza e aspecto, pode se adaptar muito bem a praticamente qualquer região e ainda apresentar uma produção promissora, pois produz até 110 frutas por cacto.

Logo, produtores do Rio Grande do Sul têm investido no cultivo da fruta, que segundo o produtor Rafael Rodrigues “É uma fruta que não querer tanto manejo. Com poucas pessoas, tu consegues manter uma área grande e a manutenção do pomar”.

O produtor tem vendido a fruta para uma grande rede de supermercados e, já fecharam vendas com os Estados Unidos e Europa, inclusive com plano de desenvolvimento de produtos à base de pitaya.

Com o aumento da produção da pitaya o consumidor poderá ter acesso a fruta com um valor mais acessível.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Produtores apostam no cultivo de pitaya

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Embrapa desenvolve tecnologia para produção de brotos de soja


Pesquisadores da Embrapa (Paraná) desenvolveram um equipamento simples e ecologicamente correto para produção de brotos de soja comestíveis. O Tecnobroto foi lançado no dia 11 de abril na durante a Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina (ExpoLondrina).

A tecnologia usada para implementação do equipamento está sendo disponibilizada gratuitamente pela Embrapa. O equipamento faz uso de materiais simples e de baixo custo. Estima-se um gasto de aproximadamente três mil reais para a confecção do equipamento.

Para se chegar ao broto comestível, os grãos de soja passam por alguns processos que podem levar de 3 a 5 dias.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Tecnobroto

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Drones ajudam a identificar pragas e doenças no campo


A utilização de drones na agricultura, de acordo com o professor Brian McCornack da Universidade do Kansas, permite que esses aparatos voem sobre a plantação e coletem dados e amostras de doenças de forma mais eficiente que o ser humano. Os dados coletados são analisados e ajudam a identificar as doenças e a intervir nos campos infestados.

Brian McCornack expôs à Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) casos de pragas que não podem ser identificadas a primeira vista e que drones podem ser colocados para obter dados e fotografias para auxiliar na identificação e conhecer mais a fundo o impacto que as pragas podem causar.

O especialista ainda sustentou “o desafio é como processar a informação para que tenha significado”, e destacou a importância para melhorar a eficiência, a precisão e a quantidade de insumos agrícolas através da tecnologia.

De acordo com a FAO, as colheitas mundiais são reduzidas de 20% a 40% pelos danos causados por pragas e doenças nas plantas.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Uso de drones obriga mudança na forma de ver pragas, diz especialista

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Baixa qualidade do trigo desestimula plantio


Clima irregular, o cenário de preços baixos e as dificuldades de negociação com a indústria, desfavorecem os produtores de trigo. Como os produtores deixaram passar a janela recomendada para o plantio de milho, os hectares destinados para plantação de trigo será maior.

Com a chuva, a qualidade da do trigo diminui passando do tipo 1 para o tipo 2.

A alta exigência da indústria e a baixa remuneração devem encolher mais a área plantada de trigo nas principais regiões do país. No sudoeste de São Paulo, que responde por 80% da produção do estado, a expectativa é que a redução seja de pelo menos 25% em relação ao que foi plantado no ano passado.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Baixa qualidade do trigo desestimula plantio

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Pesquisa aponta fim da vacinação da febre aftosa no Brasil até 2020


Em uma pesquisa realizada recentemente pelo Conselho Nacional da Pecuária de Corte (CNPC), aponta o fim da vacinação contra a aftosa no Brasil até 2020, pois segundo eles, a doença está praticamente erradicada na maior parte do país.

Segundo o CNPC, sem a necessidade de vacinação, os criadores de gado de corte e de leite poderão aumentar o capital e seus rebanhos, assim tornando-se mais competitivos no mercado global, em um segmento chamado não-aftósico, avaliado em US$ 12 bilhões. Segundo o Canal Rural, Sebastião Guedes, que é vice-presidente do CNPC e presidente do Grupo Interamericano para Erradicação da Febre Aftosa, apresentou a pesquisa no encontro da Comissão Sul-Americana de Luta contra a Febre Aftosa, no Uruguai, que ocorreu entre os dias 7 e 8 deste mês.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Pecuária quer Brasil livre aftosa sem vacinação até 2020

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Universidade abre edital para compra de alimentos da agricultura familiar


A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) localizada no estado do Rio Grande do Sul publicou um edital de chamada pública para a compra de alimentos de produtores familiares. Até o dia 26 de abril, agricultores de cooperativas e associações podem participar da seleção, que vai adquirir mais de 230 toneladas de alimentos até o final do ano. A compra será feita por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Os alimentos – grãos, hortaliças, frutas, verduras e legumes – vão ser servidos em três restaurantes universitários da UFSM. Por dia, em média, são ofertadas cerca de 10 mil refeições, nos turnos da manhã, tarde e noite.

O investimento previsto para a compra é de R$ 940 mil.

Os interessados devem apresentar a documentação para habilitação e proposta de venda na Comissão de Licitações, localizada no sexto andar do Prédio da Administração Central, no campus de Camobi, em Santa Maria.

Podem participar da chamada pública organizações e associações de agricultores familiares, de povos tradicionais e de famílias vinculadas a assentamentos da reforma agrária que possuam Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP). A entrega dos alimentos nos restaurantes começa em maio.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: UFSM lança edital para comprar 230 toneladas em alimentos da agricultura familiar

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Combinação de mapas e big-data para ajudar no controle de pragas e doenças no campo

 

Com o auxílio de um tablet, o aplicativo desenvolvido pela empresa denominada Strider, de Belo Horizonte – MG utiliza combinações de mapas, imagens e big-data para identificar pragas e doenças e gerar relatórios.

A tecnologia cobre uma área de até 400 mil hectares, gerando no relatório a média de pragas por área, e por meio de um mapa de calor, mostra exatamente os pontos onde se encontram as infestações.

Para isso, a área deverá estar previamente cadastrada no sistema do aplicativo. A partir dos dados gerados pelo aplicativo, o produtor consegue verificar as doenças e pragas de forma rápida, evitando assim maiores perdas na produção.

Com o intuito de alcançar todos os assentados, o Fomento Mulher, realiza oficinas em todo o país. As reuniões capacitam os servidores, identificam as limitações da aplicação do programa e analisa as demandas dos movimentos sociais.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Aplicativo agiliza controle de pragas e doenças no campo.

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Agroecologia é tema de discussão na Câmara dos Deputados e é apontada como o caminho para o desenvolvimento rural do país


O II Seminário de Agroecologia e Produção Orgânica realizado, nesta terça-feira dia 05 de abril, na Câmara dos Deputados deu visibilidade à agroecologia como proposta para o desenvolvimento rural do país. O evento teve como objetivo fortalecer e ampliar a rede de apoio e parceria para os temas: produção orgânica e agroecologia.

Patrus Ananias, ministro do desenvolvimento agrário, foi um dos membros da a mesa de debates, destaca ‘o papel do poder Legislativo na construção, fortalecimento e implementação da Política Nacional de Agroecologia e ProAgroecologia é temdução Orgânica’. Reforçou a necessidade da divulgação destas ações por meio da mídia, “a questão da comunicação é fundamental, para nós que queremos um debate amplo, plural, sobre o impacto do uso abusivo de agrotóxicos e sementes transgênicas na vida das pessoas e na natureza”.

O ministro ainda enfatizou à agroecológica como o caminho para o desenvolvimento rural no Brasil, afirmando “eu penso que essa segunda revolução agrária no Brasil deve estar voltada para a agricultura familiar, na perspectiva da função social da terra, do cooperativismo, da agroecologia buscando agregar”, segundo ele, a maior barreira é convencer a sociedade que podemos produzir alimentos de qualidade em uma maior quantidade.

A mesa redonda contou com a participação de várias autoridades, e a realização deste evento foi organizada pela Frente Parlamentar de Desenvolvimento da Agroecologia e Produção Orgânica com apoio da Frente Parlamentar de Segurança Alimentar e em parceria com a Secretária de Governo da Presidência da República vinculado a Organização Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica – CNAPO.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Agroecologia é tema de discussão na Câmara dos Deputados e é apontada como o caminho para o desenvolvimento rural do país

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Equipamento destinado ao pequeno produtor produz suco de uva integral

Publicado por João Pedro Labadessa

 

A Embrapa Uva e Vinho desenvolveu em parceria com a empresa Monofrio o Suquificador Integral, um equipamento que produz suco de uva integral em menor quantidade, sem agregação de água, com a finalidade de ajudar mais de cinquenta mil pequenos produtores no Brasil.

Em análises realizadas foi possível verificar que o Suquificador Integral produz um suco de uva de cor mais intensa, menos turvo, de melhor aroma e sabor quando comparado com o método da panela extratora por arraste de vapor, além de ser mais econômico.

Segundo Darci Dani, diretor-executivo da Associação Gaúcha de Vinicultores, “o Suquificador irá auxiliar os pequenos produtores a garantir a elaboração de um produto com maior valor agregado”.

O Suquificador Integral funciona à energia elétrica e processa até 70 kg de uvas desgranadas e esmagadas por hora, obtendo um rendimento de aproximadamente 35 litros de suco e deverá ser comercializado a R$ 15 mil.

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Embrapa

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Estudo revela que desmatamento no Cerrado altera ciclo de águas e reduz chuvas

Publicado por João Pedro Labadessa

 

Especialistas da Universidade de Vermont, nos Estados Unidos, publicaram em recente pesquisa que o desmatamento ocasionado pela expansão das áreas de cultivo agrícola tem causado influência direta no ciclo das águas, reduzindo as chuvas não só no Cerrado, mas atingindo a região da Amazônia. Os dados obtidos por meio de satélites nos últimos 10 anos, mostram uma redução na reciclagem da água. A pesquisa destaca, que algumas áreas agrícolas reciclam 60% menos água, isso com relação as áreas que ainda possuem as plantas originais do Cerrado. Como forma de amenizar todo este impacto, o estudo apresenta o uso da técnica de cultivo duplo. Segundo os pesquisadores, esta técnica pode melhorar o desempenho do ciclo de água no Cerrado.

 

Veja a matéria na íntegra acessando ao link: Estadão

 

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.