Main menu


O Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG) do Programa das Nações Unidades para o Desenvolvimento (PNUD),divulgou um estudo onde os efeitos das mudanças climáticas nas regiões Norte e Nordeste podem comprometer a segurança alimentar das comunidades de agricultores familiares e ameaçar a produção de alimentos no Brasil.

O estudo realizado em parceria com o Instituto de pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), revelou que as áreas mais atingidas pelas mudanças climáticas no Norte e Nordeste serão o semiárido e a região de savana do Nordeste.

As culturas que sofrerão maiores perdas, segundo o estudo, serão o cultivo de soja e café, enquanto a cana de açúcar e a mandioca terão menores prejuízos.

Diante de tais evidências, os pesquisadores sinalizaram a necessidade de planejamento prévio e implantação de técnicas inovadoras, tais como o manejo sustentável dos recursos naturais, modernização da infraestrutura para produção e armazenamento dos produtos e adaptação de outras fontes de geração de renda aos agricultores familiares.


Veja a matéria na íntegra acessando ao link: ONU

A veracidade das informações disponibilizadas nesta página, assim como das imagens e das fotografias, são de inteira responsabilidade das fontes de informação citadas, não refletindo necessariamente a opinião ou o posicionamento do projeto de extensão Competências Digitais para Agricultura Familiar (CoDAF), de seus colaboradores e de instituições vinculadas ao projeto.

Adicionar comentário

Os comentários publicados pelos assinantes não constituem opinião do CoDAF e não são por ele endossados, não constituindo aconselhamento jurídico, financeiro, médico ou profissional de qualquer natureza.


Código de segurança
Atualizar