Processo de aprendizagem baseado no ciclo de aprendizagem vivencial: uma aplicação à formação de estudantes de cooperativismo da Universidade Federal de Viçosa

Murilo Sena Baiero, Pablo Murta Baião Albino

Resumo


Este artigo retrata o resultado de uma pesquisa realizada com estudantes de graduação em Cooperativismo da Universidade Federal de Viçosa. Tal pesquisa tem por objetivo compreender a eficácia dos jogos de empresa por meio do aprendizado vivencial na formação destes estudantes, para qual o ensino tradicional tem se mostrado distante dessas técnicas educacionais. Os procedimentos metodológicos são de análise qualitativa, segundo sua natureza, e exploratória no que diz respeito a sua classificação, a delimitação é o de estudo de caso. Para a realização da coleta e interpretação dos dados, utilizou-se o jogo Empreendedor Rural e dois formulários, sendo um antes da aplicação do jogo e outro ao final. Como resultado o jogo de empresa aplicado junto ao Ciclo de Aprendizagem Vivencial é um método de ensino e aprendizagem na percepção dos participantes, que proporciona um ambiente lúdico e estimulante, no qual transcenda as barreiras do ensino tradicional. Assim, considera-se que esses métodos mostraram aplicabilidade e viabilidade, podendo ser adotada por outras instituições de ensino.

Palavras-chave


Jogos de empresa; Ciclo de aprendizagem vivencial; Técnicas educacionais

Referências


ALBINO, P. M. B. Processo de aprendizagem baseado no ciclo de aprendizagem vivencial: uma aplicação à formação cooperativista. Revista Brasileira de Gestão de Cooperativas (RGC), Santa Maria, RS, v. 1. n. 2, p. 87-96, 2. Sem. 2014.

ALBINO, P. M. B; SILVEIRA, D. S; PROTIL, R. M. Processo de aprendizagem baseado no ciclo de aprendizagem vivencial: uma aplicação à formação cooperativista. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL (SOBER),52., 2014, Goiânia. Anais… Goiânia: SOBER, 2014. p. 1-12.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 6. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GRAMIGNA, M. R. M. Jogos de empresa. São Paulo: Makron Books, 1993.

GRUPO PROJETAR. Vivências, uma aprendizagem efetiva. Belo Horizonte: Grupo Projetar, 2002.

HAZOFF, J. W. Gestão eficiente em sala de aula: seis estudos em ciências sociais aplicadas. 2012. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

HILGARD, E. R. Teorias da aprendizagem. São Paulo: Ed. Pedagógica e Universitária, 1973.

KALLÁS, D. A utilização dos jogos de empresas no ensino da administração. In: SEMINÁRIOS EM ADMINISTRAÇÃO (SEMEAD), 6., 2003, São Paulo. Anais […]. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2003. p. 1-12.

LISBOA, R. Jogos empresariais. Ebooks, 2004. Disponível em: http://www.mettodo.com.br/ebooks/Jogos%20Empresariais.pdf. Acesso em: 30 jan. 2018.

MOTTA, G. D. S.; MELO, D. R. A. de; PAIXÃO, R. B. O jogo de empresas no processo de aprendizagem em administração: o discurso coletivo de alunos. Revista de Administração Contemporânea, Maringá-PR, v. 16, n. 3, p. 342–359, 2012.

RIZZO, S.; CAPELLARO, F.; CRISTINI, V. Flipped classroom, LCA y materiales de contrucción: una experiencia didática para una actividad de aprendizaje cooperativa y activa. In: JORNADAS DE INNOVACIÓN DOCENTE EN ARQUITETURA, 3. Barcelona, 2015, LOCAL. Anais […]. Barcelona: ETSAB-UPC, 2015. p. 234-241.

ROSAS, A.; SAUAIA, A. C. A. Jogos de empresas na educação superior no Brasil: perspectivas para 2010. Enfoque, Maringá-PR, v. 25, n. 3, p. 72-85, 2006.

SAUAIA, A. C. A. Gestão da estratégia: um guia prático. Programa de Aprendizagem Vivencial, Grupo de Pesquisas SIMULAB. São Paulo: FEA/USP, 2006.

SAUAIA, A. C. A. Satisfação e aprendizagem em jogos de empresas: contribuições para a educação gerencial. 1995. Tese (Doutorado em Finanças e Marketing) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1995. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12134/tde23112005-193556/. Acesso em: 2017-04-27.

SOUZA, C. O. et al. Aprendizagem vivencial dentro de organizações associativas: o jogo de empresa como método de ensino. Revista de Gestão e Organizações Cooperativas, Santa Maria-RS, v. 4, n. 7, p. 87-98, 2017.

VILA, M; FALCÃO, P. Focalização de jogos em T&D. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2002.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Tradução Ana Thorell. Revisão técnica Cláudio Damacena. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Apresentação | Template para submissão de trabalhos | Expediente | Foco e Escopo | Políticas de Seção | Política de Acesso Livre | Política de Privacidade | Processo de Avaliação pelos Pares | Periodicidade | Declaração de Direito Autoral | Diretrizes para Autores | Normas para Publicação | Submissões Online | Corpo Editorial | Contato | Patrocínio da revista | Mapa do Portal