Apontamentos sobre o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação na Extensão Rural: relatos acadêmicos e orientações internacionais

Marcos Roberto Gregolin

Resumo


As Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) se constituem como uma realidade no cotidiano de muitas pessoas. Contudo, ao se observar algumas realidades, ao exemplo de agricultores familiares, nota-se que estes ainda carecem de inclusão. Este trabalho tem por objetivo sistematizar resultados de alguns estudos científico sobre a problemática do uso das TIC na Extensão Rural e analisar as recomendações de organismos internacionais sobre essa utilização. Para se atingir tais objetivos foram realizadas pesquisas bibliográficas em repositórios acadêmicos e pesquisas documentais em sites de organismos internacionais, em um primeiro momento de modo a mapear a presença de recomendações de uso e em um segundo momento analisando conteúdos das publicações de uma das organizações. Notou-se uma considerável atenção destes organismos na prescrição do uso das TIC´s como ferramenta de apoio na Extensão Rural e por sua vez, estudos científicos hora se apresentam como otimistas e em outras, desenganados quanto a real aplicação destas tecnologias no universo da agricultura familiar, da extensão e do desenvolvimento rural.

Palavras-chave


Extensão Rural; TIC; Organismos Internacionais; FAO

Referências


ABRAMOVAY, R. Agricultura familiar e serviço público: novos desafios para a extensão rural. Cadernos de Ciência & Tecnologia, Brasília-DF, v. 15, n. 1, p. 137-157, jan./abr., 1998.

ACRE AFRICA. About ACRE África, 2018. Disponível em: http://acreafrica.com. Acesso em: 09 de abr. 2019.

DEPONTI, C. M.; BARCELOS, L. de S.; SILVA, G. A.; RITT, D.; LUBACZWSKI, A. O uso de tecnologias de informação e de comunicação (TICS) pela agricultura familiar no Vale do Caí: projeto-piloto de Montenegro-RS. Revista Conhecimento Online, Novo Hamburgo-RS, v. 1, p. 60-75, abr. 2015.

DEPONTI, C. M.; KIST, R. B. B.; MACHADO, A. As inter-relações entre as TIC e a agricultura familiar. Revista Eletrônica Competências Digitais para Agricultura Familiar, Tupã-SP, v. 3, n. 1, p. 4-23, jan./jun., 2017.

DIAS, M. M. Políticas públicas de extensão rural e inovações conceituais: limites e potencialidades. Perspectivas em Políticas Públicas, Belo Horizonte-MG, v. 1, n. 1, p. 101-114, jan./jun., 2008.

DIESEL, V. A construção de consensos sobre o futuro da extensão rural nas organizações de cooperação internacional. In: DIESEL, V.; NEUMANN, P.; CLAUDINO DE SÁ, V. (org.). Extensão rural no contexto do pluralismo institucional: reflexões a partir dos serviços de ATES nos assentamentos de reforma agrária no RS. Ijuí: Ed. UNIJUÍ, 2012. p. 35-57.

DIGITAL GREEN. Community vídeos, 2018. Disponível em: http://www.digitalgreen.org. Acesso em: 10 abr. 2018.

DUARTE, R.; SOARES, J. B. Extensão rural e comunicação rural no Brasil: Notas históricas e desafios contemporâneos. Revista de Extensão e Estudos Rurais, Viçosa-MG, v. 1, n. 2, p. 397-426, jul./dez., 2014.

ELESBÃO, I. O espaço rural brasileiro em transformação. Finisterra, Lisboa, v. 42, n. 84, p. 47-65, 2007.

ESOKO. Who we are, 2018. Disponível em: https://www.esoko.com. Acesso em: 09 abr. 2018.

Food and Agriculture Organization (FAO). E-agriculture strategy guide: a summary. FAO/ITU: Bangkok, 2017a.

Food and Agriculture Organization (FAO). Prioridades regionales, 2017b. Disponível em: http://www.fao.org/americas/. Acesso em: 05 abr. 2018.

Food and Agriculture Organization (FAO). Publicações, 2018. Disponível em: http://www.fao.org/publications/en. Acesso em: 05 abr. 2018.

FELIPPI, A. C. T.; DEPONTI, C. M.; DORNELLES, M. TICs na agricultura familiar: os usos e as apropriações em regiões do sul do Brasil. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, Taubaté-SP, v. 13, n. 1, p. 3-31, jan./abr., 2017.

FEWS. About us, 2018. Disponível em: http://www.fews.net. Acesso em: 10 abr. 2018.

FONSECA, M. T. L. da. A extensão rural no Brasil, um projeto educativo para o capital. São Paulo: Edições Loyola, 1985.

GARFORTH, G. E.; JONES, C.; JONES, G.; GARFORTH, C. The history, development, and future of agricultural extension. In: SWANSON, B. E.; BENTZ, R. P.; SOFRANKO, A. J. Improving agricultural extension: a reference manual. Roma: FAO, 1997.

GREGOLIN, M. R. P.; GREGOLIN, G. C.; SOARES, C. M. T.; GRANDI, A. M. de. Utilização de tecnologias de informação e comunicação em uma cooperativa agroindustrial em Concórdia, Santa Catarina. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Pombal-PB, v. 12, n. 3, p. 622-628, jul./set., 2017.

GUIMARÃES, Â. de M.; RIBEIRO, A. M. Introdução às tecnologias da informação e da comunicação: tecnologia da informação e da comunicação. Belo Horizonte: UFMG, 2011.

Indian Farmers Fertiliser Cooperative Limited (IFFCO). Services, 2018. Disponível em: http://www.iffcokisan.com. Acesso em: 10 abr. 2018.

LOPES, E. B. Manual de Metodologia. Curitiba: EMATER-PR, 2016.

MCLUHAN, M. Os meios de comunicação: como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, 1974.

Modernizing Extension and Advisory Services (MEAS). About us, 2013. Disponível em: https://meas.illinois.edu/about-us/. Acesso em: 10 abr. 2018.

MIRANDA, J. C.; ASSIS, R. L. As tecnologias da informação e da comunicação no processo de desenvolvimento rural sustentável. Comunicação & Inovação, São Caetano do Sul-SP, v. 14, n. 27, p. 45-53, jul./dez. 2013.

PEIXOTO, M. Extensão rural no Brasil: uma abordagem histórica da legislação. Brasília: CONLEG, 2008.

PEREIRA, M. N.; CAUDURO, A. V.; FREITAS, C. de A.; NICOLA, M. P.; MEDRONHA, M. A.; SBROGLIO, M. de L.; SPANENBERG, M.; KRAHENHOFER, P. H. Métodos e meios de comunicação em extensão rural. Porto Alegre: EMATER-RS, 2009.

RAMOS, S. Tecnologias da informação e comunicação: conceitos básicos. Aveiro: Escola Dr. Mário Sacramento, 2008.

ROCIO, V. Tecnologias da comunicação e informação. Lisboa: UAB, 2010.

SACHS, I. Inclusão social pelo trabalho: desenvolvimento humano, trabalho decente e o futuro dos empreendedores de pequeno porte. Rio de Janeiro: Garamond, 2003.

Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAD); Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA); Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (ANATER). Caderno boas práticas de ATER 2015. Brasília: Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, 2016.

VIERO, V. C.; SILVEIRA, A. C. M.. Apropriação de tecnologias de informação e comunicação no meio rural brasileiro. Cadernos de Ciência & Tecnologia, Brasília-DF, v. 28, n. 1, p. 257-277, jan./abr., 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Apresentação | Template para submissão de trabalhos | Expediente | Foco e Escopo | Políticas de Seção | Política de Acesso Livre | Política de Privacidade | Processo de Avaliação pelos Pares | Periodicidade | Declaração de Direito Autoral | Diretrizes para Autores | Normas para Publicação | Submissões Online | Corpo Editorial | Contato | Patrocínio da revista | Mapa do Portal