Arquitetura da Informação Digital

De WikiCI
Ir para: navegação, pesquisa

ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO

"A arquitetura da informação é uma área do conhecimento que oferece uma base teórica para tratar aspectos informacionais, estruturais, navegacionais, funcionais e visuais de ambientes informacionais digitais por meio de um conjunto de procedimentos metodológicos a fim de auxiliar no desenvolvimento e no aumento da usabilidade de tais ambientes e de seus conteúdos."(CAMARGO, VIDOTTI, 2011, p.24). [1]

"Arquitetura da Informação enfoca a organização de conteúdos informacionais e as formas de armazenamento e preservação (sistemas de organização), representação, descrição e classificação (sistema de rotulagem, metadados, tesauro e vocabulário controlado), recuperação (sistema de busca), objetivando a criação de um sistema de interação (sistema de navegação) no qual o usuário deve interagir facilmente (usabilidade) com autonomia no acesso e uso do conteúdo (acessibilidade) no ambiente hipermídia informacional digital." (VIDOTTI, CUSIN e CORRADI, 2008). [2]

ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO PERVASIVA

"Arquitetura da Informação Pervasiva é uma abordagem teórico-prática da disciplina científica pós-moderna Arquitetura da Informação, trata da pesquisa científica e do projeto de ecologias informacionais complexas. Busca manter o senso de localização do usuário na ecologia e o uso de espaços, ambientes e tecnologias de forma convergente e consistente. Promove a adaptação da ecologia à usuários e aos novos contextos, sugerindo conexões no interior da ecologia e com outras ecologias. Facilita a interação com conjuntos de dados e informações ao considerar os padrões interoperáveis, a acessibilidade, a usabilidade, as qualidades semânticas e a encontrabilidade da informação, portanto deve buscar bases na Ciência da Informação."(OLIVEIRA, 2014,p.166). [3]

ACESSIBILIDADE DA INFORMAÇÃO

"Acessibilidade web significa especificamente que pessoas com necessidades especiais são capazes de compreender, entender, navegar, interagir e contribuir com a web. A Acessibilidade web traz outros benefícios, inclusive para pessoas com mais idade, cujas habilidades vão diminuindo com o passar do tempo. Atualmente, no contexto digital, o W3C abriga a Web Accessibility Initiative (WAI), órgão que desenvolve estratégias, guidelines (guias) e recursos para acessibilidade web."(CUSIN, VIDOTTI, 2009, p.236) Assim, ambientes web inclusivos a usuários com diferentes condições sensoriais, linguísticas e motoras visam a melhorar a autonomia, independência e a qualidade de vida desses indivíduos na democratização do conhecimento. Acarreta, ainda, a possibilidade de (re)elaborar as informações e aprendizagem individual, que permite a assimilação de novos conhecimentos e habilidades que visam à real inclusão social." (CUSIN, VIDOTTI, 2009, p.236)

[4]

ENCONTRABILIDADE DA INFORMAÇÃO

“Entendemos então que a definição de encontrabilidade da informação, além da navegação e da busca em sistemas e ambientes, bem como dos aspectos que delineiam as características dos sujeitos informacionais, alia também mobilidade, convergência e ubiqüidade, provenientes do desenvolvimento tecnológico, considerando as ações humanas para a busca do conhecimento em determinado ambiente que possui características analógicas e digitais.” (VECHIATO E VIDOTTI, 2014, p. 112). [5]

REFERÊNCIAS

  1. CAMARGO, L.S.de Araujo de; VIDOTTI, S.A.B.G. Arquitetura da informação: uma abordagem prática para o tratamento de conteúdo e interface em ambientes informacionais digitais. Rio de Jaqneiro: LTC, 2011.
  2. VIDOTTI, S. A. B. G.; CUSIN, C. A.; CORRADI, J. A. M. Acessibilidade digital sob o prisma da Arquitetura da Informação. In: GUIMARÃES, José Augusto Chaves; FUJITA, Mariângela Spotti Lopes. Ensino e pesquisa em Biblioteconomia no Brasil: a emergência de um novo olhar. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2008.
  3. OLIVEIRA, Henry Poncio Cruz De. Arquitetura da informação pervasiva: contribuições conceituais. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP/Marília).2014
  4. CUSIN, C. a.;VIDOTTI, S. A. B. G.. Acessibilidade em ambientes informacionais digitais. // Ibersid. (2009) 233-237. ISSN 1888-0967.Disponível em:http://www.ibersid.eu/ojs/index.php/ibersid/article/viewFile/3744/3505
  5. VECHIATO, F.L., VIDOTTI, S.A.B.G.Encontrabilidade da Informação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2014.